Esta caixa fechará dentro de 10 secundos

Blog

A defesa é o melhor ataque!

31/10/2017
Outubro é considerado o “mês rosa”: a 30 de Outubro assinalou-se o Dia Nacional da Prevenção do Cancro da Mama. Apesar de existirem factores que não são modificáveis, como ter uma história familiar de cancro da mama, a ciência tem demonstrado que há mudanças de hábitos de vida que permitem reduzir o risco de vir a desenvolver esta doença. 
Saiba o que está ao seu alcance fazer para se defender:
  • Não consuma bebidas alcoólicas – a ingestão de bebidas alcoólicas (de qualquer tipo) aumenta o risco de cancro da mama. De acordo com a Breastcancer.org, quando comparadas com mulheres que não consomem bebidas alcoólicas, as que bebem três bebidas alcoólicas por semana têm um risco de cancro da mama 15% mais elevado.
  • Peso saudável – o excesso de peso e a obesidade, especialmente após a menopausa, aumentam o risco de cancro da mama, de acordo com dados da Mayo Clinic.
  • Não fume – dados sugerem uma associação entre fumar e cancro da mama, especialmente nas mulheres em fase pré-menopausa.
  • Amamente – a amamentação desempenha um papel importante na prevenção dos cancros da mama e do ovário. Quanto mais tempo amamentar, maior será o efeito protector.
  • Terapia hormonal de substituição – só com prescrição médica (assim como qualquer outra), de acordo com estudos realizados na Mayo Clinic. Mas atenção: fazer terapia hormonal por períodos superiores a 3/5 anos pode aumentar o risco de cancro da mama.
  • Pratique exercício físico – 150 minutos semanais de actividade física ajudam a manter o peso ideal, evitando a obesidade, um dos factores de risco para o desenvolvimento de cancro da mama.
  • Alimentação equilibrada – dieta pobre em gorduras oferece uma ligeira proteção em relação ao cancro da mama, mas não há uma relação directa que demonstre que uma dieta rica em fruta e vegetais proteja contra o cancro. Sabe-se que uma alimentação equilibrada e diversificada tem um efeito protector em relação a vários tipos de cancro, doenças cardiovasculares e diabetes.
  • Diagnóstico precoce - aumenta a probabilidade de o tratamento ser iniciado atempadamente e também as hipóteses de eficácia. São três os pilares do diagnóstico precoce do cancro da mama:
  • Autoexame da mama
  • Exame clínico da mama
  • Mamografia

A Liga Portuguesa Contra o Cancro e a Liga Portuguesa de Futebol Profissional uniram-se na Prevenção Contra o Cancro da Mama. Conheça aqui as diversas iniciativas: https://www.ligacontracancro.pt/noticias/detalhe/url/a-defesa-e-o-melhor-ataque/

Mayo Clinic: https://www.mayoclinic.org/about-mayo-clinic